Media de gastos19Um levantamento de intenção de consumo, realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA) para avaliar como serão as vendas deste ano para o Dia das Mães em São Luís, mostra que o consumidor ludovicense está mais otimista e deverá gastar mais com os presentes e com a comemoração da data. Considerado o segundo melhor período do ano para o comércio, a expectativa apurada é que os gastos com o Dia das Mães sejam +6,6% superiores ao registrado em 2018, orbitando em torno de R$ 260 por consumidor, de acordo com a pesquisa realizada pela Fecomércio.

Caso se confirme a previsão, o crescimento nos gastos estará acima da inflação oficial do país nos últimos doze meses, que foi de 4,57% até março, de acordo com o IPCA. Apesar desse aumento da confiança dos consumidores em relação aos gastos, o levantamento mostra que a persistência dos níveis atuais de desemprego poderá influenciar negativamente a atividade comercial no período, já que o levantamento apontou uma retração de -14,0% no índice de ludovicenses dispostos a ir às compras este ano. Segundo a pesquisa, 61,1% dos consumidores afirmam que irão às compras para o Dia das Mães deste ano, ou seja, seis em cada 10 pessoas vão comprar pelo menos um presente para a data.

Se, por um lado, recuou o volume de consumidores intencionados ao consumo, por outro lado, entre os que vão às compras verificou-se a elevação na quantidade de produtos que serão comprados. O percentual de ludovicenses que pretendem adquirir apenas um item para presentear recuou -15,5%, abrindo espaço para uma aceleração de +14,3% da parcela de consumidores que deverão comprar dois produtos.

Com isso, a Fecomércio aponta que, a partir da análise dos níveis de gastos, quantidade de ludovicenses com intenção de consumo e média de produtos que deverão ser adquiridos no período, a projeção é que, no geral, o comércio de São Luís registre um saldo positivo do volume de vendas, em média, de 4% acima do nível alcançado em 2018 com o Dia das Mães.

“A economia brasileira permanece dependente de um ajuste fiscal nas contas públicas na esfera federal e estadual que ofereça segurança para a retomada dos investimentos privados no país. Somente assim, poderemos recuperar a atividade econômica nos diversos segmentos produtivos de forma mais contundente, gerar empregos e, consequentemente, ver uma aceleração mais destacável no setor comercial que está localizado no fim de toda essa cadeia produtiva. Precisamos aprovar, urgentemente, as reformas da Previdência, Tributária e Política, para reencontrarmos níveis de crescimento de dois dígitos no volume de vendas do comércio local”, avalia o presidente da Fecomércio-MA, José Arteiro da Silva, sobre a projeção de crescimento das vendas deste ano.

Intencoes19Resultados

A pesquisa da Federação do Comércio do Maranhão apresenta alguns indicativos importantes sobre o comportamento dos consumidores ludovicenses para o Dia das Mães deste ano. Entre as questões que foram estudadas pelo levantamento, destaca-se os tipos de produtos que deverão ter maior procura em 2019. De acordo com a entidade, a data terá uma preponderância de demanda pelos artigos de vestuário e acessórios (38,8%) e itens de perfumaria e cosméticos (36,3%). Em relação ao ano passado, o setor de perfumaria, que liderava as intenções de consumo em 2018, apresentou uma variação negativa de -26,3% este ano nas pretensões dos ludovicenses, enquanto o segmento de vestuário apontou para um crescimento relativo de +41,6% na passagem anual.

Completando o tripé de produtos que estão no topo da lista de preferências para presentar às Mães este ano estão os calçados e bolsas, com indicação de 20,7% dos entrevistados na pesquisa, revelando um avanço percentual de +32,7% nas intenções de consumo de um ano para o outro. Enquanto isso, as joias e bijuterias recuaram -13,2% na preferência e ficaram na quarta colocação com apenas 15,1% da escolha dos consumidores. De acordo com a Fecomércio, o valor médio que o ludovicense pretende gastar por cada um desses produtos adquiridos para presentear este ano será de R$ 144.

O estudo revela também que, de modo geral, o perfil do consumidor mais propenso aos gastos em relação à data é formado pelos homens, com média de R$ 272 para o total da compra e R$ 149 por presente, enquanto as mulheres apresentam média de R$ 249 (total) e R$ 139 ( por presente), respectivamente. Considerando apenas o valor médio a ser gasto por presente individualmente, completam o perfil do consumidor mais propício a abrir a carteira no período, aqueles com mais de 36 anos (R$ 166), com ensino superior completo (R$ 206) e renda familiar mensal superior a seis salários mínimos (R$ 444).

“Iniciamos o ano de 2019 sem resultados positivos na geração de empregos em São Luís. Nos três primeiros meses, a capital acumulou um saldo negativo de mais de 3 mil postos de trabalho eliminados. No mesmo período de 2018, a geração de empregos ensaiava uma recuperação com abertura de 250 novos postos de trabalho. Esse cenário persistente de desemprego é o que tem contaminado o nível de intenção de consumo para o Dia das Mães. Ao mesmo tempo em que aqueles consumidores que alcançaram uma posição no mercado de trabalho no ano passado, uma vez que tivemos um saldo superior a 4 mil vagas criadas no ano, é o que faz elevar agora a intenção de gastos no período”, explica o presidente da Fecomércio, José Arteiro da Silva, sobre os impactos da oscilação do mercado de trabalho ludovicense sobre as vendas no comércio local.

VendasTipos de produtos19

O levantamento da Federação do Comércio mostra que as vendas deste ano para o Dia das Mães deverão seguir a tendência de serem efetuadas por meio do pagamento à vista, já que 79,4% dos consumidores apontaram essa modalidade de pagamento como preferencial. Dentro dessa forma de venda, apesar da utilização do dinheiro em espécie liderar a opção dos ludovicenses (49,0%), tendo se mantido estável em comparação a 2018, este ano a indicação do cartão de débito cresceu quase três vezes em relação ao ano passado e alcançou 30,4% das respostas dos entrevistados na pesquisa.

Em relação à utilização do crédito para as compras relacionadas à data, 42,7% das pessoas apontaram que deverão optar pelo cartão de crédito e 10,2% afirmaram que irão escolher o crediário disponível nas lojas ou carnês de pagamento. Quando comparado com o nível de utilização do crédito registrado na pesquisa de 2018, vê-se uma queda de -6,8% nas opções pelo cartão de crédito e um crescimento de +39,7% na tendência pelo crediário. Segundo a Fecomércio, essa variação tem explicação nas ofertas de parcelamento mais alongados que as lojas oferecem atualmente por meio do crédito direto ao consumidor, enquanto os mesmos prazos no cartão de crédito são acompanhados de taxas de juros muito elevadas.

“O crediário é uma alternativa que o empresário tem para facilitar as suas vendas e também fidelizar o seu cliente. Mas é preciso ter cautela na oferta dessa modalidade de crédito, pois, nesses casos, o empresário assume os riscos da inadimplência do consumidor, risco que não existe quando a venda é realizada por meio do cartão de crédito”, avalia José Arteiro.

Em relação ao local em que os consumidores deverão realizar as compras, o destaque da pesquisa é o Centro de São Luís que, embora ainda permaneça na terceira posição assim como no ano passado, apresentou um avanço na preferência de +73,5% e foi a escolha de um em cada quatro ludovicenses (25,5%). O avanço das obras de requalificação urbanística da Rua Grande, que já se aproximam do final, vão abrindo espaço para uma retomada do crescimento das intenções de consumo naquela região central da cidade.

Com a reaproximação do público à Rua Grande, as lojas de bairros apresentaram uma desaceleração na preferência de -17,4%, recuando da primeira posição no ano passado para a segunda colocação na escolha dos ludovicenses este ano com 36,9% das indicações. Em primeiro lugar ficaram as lojas dos Shopping Centers, que obtiveram 56,1% da preferência.

Mais

O levantamento de intenção de consumo para o Dia das Mães 2019 em São Luís, realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), entrevistou 700 consumidores ludovicenses no período de 15 a 18 de abril de 2019 nos principais pontos de fluxo da cidade. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, o que equivale à probabilidade percentual dos resultados retratarem a realidade. A margem de erro da amostra é de 3,7%.

 

Fonte: Ascom

Fecomércio - MA

Av. dos Holandeses, S/N, Quadra 04, Jardim Renascença II.
Cep: 65075-650 | São Luís-MA

Telefone: (98) 3194-2400


ascom@fecomercio-ma.com.br

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados para Fecomércio MA