Analistas do mercado baixam estimativa de inflação 2017

Na semana que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou que a inflação fechou 2016 abaixo do teto da meta fixada pelo Banco Central, economistas ouvidos pelo BC reduziram a previsão do índice para 2017. A estimativa de inflação para este ano, divulgada no Boletim Focus, caiu de 4,81% para 4,80%. A previsão está próxima ao centro oficial da meta, que é de 4,5%.

Pela vigésima quinta semana consecutiva, o boletim, que reúne as previsões dos economistas ouvidos pelo Banco Central, manteve em 4,50% a inflação prevista para 2018. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (16) e leva em consideração dados coletados na semana passada.

Na qua…

Continuar lendo este artigo

CNC estima queda de 4,9% para o setor de serviços em 2016

Em novembro de 2016, o volume de receitas do setor de serviços cresceu 0,1%, na comparação com o mês imediatamente anterior, interrompendo uma sequência de três quedas mensais consecutivas da série com ajustes sazonais. O dado é da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada ontem (12) pelo IBGE.

Apesar do resultado positivo, uma recuperação mais sólida do ritmo de atividade econômica no setor terciário ainda se encontra relativamente distante, uma vez que, na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve retração de 4,6%, a vigésima seguida. “As perdas reais de receitas seguem assolando os cinco grupamentos de atividades da PMS desde abril de 201…

Continuar lendo este artigo

Contribuição Sindical 2017

Os empresários do comércio de bens, serviços e turismo têm até o dia 31 de janeiro para efetuarem o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal referente ao ano de 2017 conforme determina a Convenção das Leis do Trabalho (CLT). Com o objetivo de manter a estrutura representativa do setor produtivo, o tributo é recolhido anualmente de forma compulsória e deve ser pago por todos aqueles que participam de uma determinada categoria econômica independentemente de serem ou não associados a um sindicato. Para trabalhadores autônomos e profissionais liberais, o prazo será encerrado no mês de fevereiro.

O pagamento é realizado mediante a Guia de Recolhimento da Contribuiç&ati…

Continuar lendo este artigo

CNC mantém expectativa de queda para o varejo em 2016

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro avançou 2% entre os meses de outubro e novembro, de acordo com os dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada ontem (10) pelo IBGE.

Apesar de o resultado interromper uma sequência de quedas dos últimos quatro meses e representar o maior desempenho mensal desde julho de 2013, quando as vendas aumentaram 2,9%; na comparação anual – de novembro de 2015 com novembro de 2016 – a queda foi de 3,5%, sendo o vigésimo mês seguido de queda. O acumulado nos últimos doze meses até novembro de 2016 traz um recuo de 6,5%, o que mantém o varejo na trajetória negativa iniciada em maio de 2015 (-0,5%).

Diante das condições econ&ocir…

Continuar lendo este artigo

Varejo fecha 2016 com a maior queda em 16 anos, diz Serasa

O movimento dos consumidores nas lojas de todo o país caiu 6,6% em 2016, na comparação com o ano anterior, de acordo com levantamento da Serasa Experian. Este foi o pior resultado do varejo da série histórica do indicador, que teve início há 16 anos. A maior baixa até então, de 4,9%, havia sido registrada em 2002.

Entre todos os segmentos analisados pela Serasa, a maior queda partiu do comércio de veículos, motos e peças, de 13%, seguida por tecidos, vestuário, calçados e acessórios (12,6%), além de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática ( 11,1%).

Também mostraram resultados negativos lojas de material de construção (-5…

Continuar lendo este artigo

Varejo deve perder mais de R$ 10 bilhões com feriados em 2017

Estimativas da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) apontam que o comércio varejista brasileiro deve perder R$  10,5 bilhões em 2017 devido aos feriados nacionais e pontes. Esse montante é 2% superior ao dado projetado pela Federação em 2016, principalmente, pelo fato de que este ano haverá uma ponte a mais que no ano anterior e um desses feriados cairá em dia de semana: o feriado de 1º de maio, que, em 2016, foi celebrado no domingo e agora será na segunda-feira.

O setor de vestuário, tecidos e calçados deve perder cerca de R$ 1,1 bilhão com os feriados e pontes de 2017, 23% a mais do que em 2016. Em termos de faturamento, o segmento de Outras A…

Continuar lendo este artigo

Inflação da baixa renda perde força de 2015 para 2016

A inflação da baixa renda, calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), acelerou de 0,06% em novembro para 0,19%, em dezembro. Apesar do aumento de um mês para o outro, no ano, o indicador de preços fechou 2016 em alta de 6,22%, abaixo dos 11,52% registrados em 2015.

A taxa para a baixa renda ficou acima da registrada para o conjunto da população, calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que atingiu 6,18%. Em dezembro, o índice ficou em 0,33%.

Em 2016, o que mais subiu foram os preços de despesas diversas (11,21%), de saúde e cuidados pessoais (9,73%), educação, leitura e recreação (8,88%) e transportes (7,8%). Tamb&eac…

Continuar lendo este artigo

Hotéis e restaurantes esperam faturamento menor

Quase 2,5 milhões de estrangeiros devem visitar o Brasil no verão de 2017, segundo estimativa da Embratur. Mas, mesmo com o aumento de 11% nessa visitação, em relação a igual período do ano passado, os empresários do setor de turismo não estão otimistas com a temporada, como demonstrou o levantamento realizado pela Federação Nacional de Hotéis e Restaurantes (FNHRBS).

Para 36% dos donos de hotéis e restaurantes do País, o faturamento do verão, iniciado em 21 de dezembro, deve ser menor do que o registrado na temporada de 2015/2016. Dos empresários, 53% declararam que não vão abrir vagas de trabalho temporário para o período. Entre as empresas qu…

Continuar lendo este artigo

Mercado estima inflação de 4,87% em 2017

Economistas do mercado financeiro estimaram um cenário de menos inflação para 2016, mas elevaram a previsão para 2017, de acordo com o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (2) pelo Banco Central. Para o Produto Interno Bruto (PIB) os analistas mantiveram suas previsões de queda 3,49% na atividade econômica em 2016 e de crescimento de 0,5% para 2017.

A expectativa do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2016 caiu de 6,40% para 6,38%. Foi a oitava queda seguida do indicador oficial da inflação.

Para 2017, a estimativa do mercado financeiro para a inflação subiu de 4,85% para 4,87%. Apesar da leve alta, o índice de inflação para este ano se man…

Continuar lendo este artigo

Preços diferentes para dinheiro ou cartão

O governo publicou no "Diário Oficial da União" nesta terça-feira (27) uma medida provisória que trata da diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público, em função do prazo ou do meio de pagamento utilizado (cartão de crédito, cheque ou dinheiro).

Comerciantes poderão oferecer desconto para quem pagar à vista em dinheiro, por exemplo.

A mudança faz parte do pacote de medidas microeconômicas anunciadas pelo governo para reduzir custos das empresas, aliviar dívidas de pessoas físicas e jurídicas e reduzir a burocracia do comércio exterior. Um dos efeitos esperados pelo governo, caso as medidas sejam aprovadas, é a redu&c…

Continuar lendo este artigo

Desemprego ainda deve subir mais em 2017

O número de desempregados aumentou em mais de 2 milhões em 2016 e chegou a 12 milhões de brasileiros. Para 2017, a expectativa é de que o mercado de trabalho possa melhorar a partir de meados do ano. Analistas destacam, entretanto, que a taxa de desemprego ainda tende a subir mais antes de começar a cair.

A expectativa do governo e da maior parte do mercado é de que o país saia da recessão no ano que vem e que o número de contratações volte a superar o de demissões. O ano de 2017, entretanto, deverá ser mais de estabilização do que de recuperação, com uma geração de empregos ainda insuficiente para derrubar a taxa de desemprego.

"No final do ano as empres…

Continuar lendo este artigo

Estabilidade interrompe crescimento do Icec neste Natal

A confiança dos comerciantes  ficou estável em dezembro (0,0%) na série livre de influências sazonais, segundo o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), divulgado hoje, 20 de dezembro, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Registrando 99,1 pontos contra 98,9 pontos em novembro, a estabilidade do índice interrompe uma sequência de sete meses de crescimento. Por outro lado, o Icec  cresceu 24,1% em relação a dezembro de 2015.

“O resultado do Icec neste mês do Natal deveu-se à redução na avaliação das condições correntes, à estabilidade nas expectativas de cu…

Continuar lendo este artigo

Fecomércio - MA

Av. dos Holandeses, S/N, Quadra 04, Jardim Renascença II.
Cep: 65075-650 | São Luís-MA

Telefone: (98) 3194-2400


ascom@fecomercio-ma.com.br

© Copyright 2018 - Todos os direitos reservados para Fecomércio MA